Vinologique

Porque a vida é curta para beber vinho ruim – tudo sobre o mundo dos vinhos para iniciantes de um jeito simples e sem frescuras!


Deixe um comentário

Último do ano – App Vini Fera

Achou q não ia ter mais post esse ano né? Mas vai ter post siiiiimmm!! 😀

O de hj é quase uma rapidinha e quase um presente de férias. Pra quem sempre me pergunta sobre rótulos, faço questão de ser sincera quando digo que não conheço tudo. Aliás, ainda bem, porque conhecer tudo não tem a menor graça. 😉

Conheço um pouco e adoro dividir esse conhecimento com vcs, mas existem inúmeros rótulos no mundo e até agora só  provei uma parte ínfima deles.

Quem já provou muito mais que eu é a queridíssima Alexandra Corvo, que hoje é uma referência em vinhos no Brasil. Ela é a dona da escola Ciclo das Vinhas e, como se não bastasse, lançou um app justamente pra nos ajudar naquela tarefa hercúlea que é escolher um vinho na loja. 

O app é o Vini Fera, disponível na App Store aqui.   

  
Nele vc pode pesquisar uvas, regiões e, exclusivo entre todos os apps de vinho, lojas/importadoras brasileiras.

  
Ao achar um vinho ela não só o descreve como tb dá dicas de harmonização. Baixe e vc vai ver que ela realmente manda mto bem. 

  
Dica Vinologique: use o app especialmente quando for comprar um vinho barato. Errar comprando um vinho caro é mais difícil do q acertar comprando um barato – apesar do preço não ser sinônimo de qualidade como já disse aqui algumas vezes.

Então chega de dúvida. Use o Vini Fera e faça bonito nesse ano novo! 

Nos vemos em 2016, leitores queridos! 

Saúde, cheers, santé, salud! 

(E feliz ano novo!!!!) 

Anúncios


1 comentário

Em todos os sentidos

Quando alguém fala em harmonização de vinho você já vai logo pensando em comida, aposto!!! Bom, eu também :D, claro! rs Mas o post de hoje é pra você pensar um pouco mais além.

Já mencionei em algum lugar por aqui que o intuito da harmonização é criar uma combinação que seja melhor que cada componente isolado. Claro que é óbvia a associação com comida, as papilas gustativas sempre pedem mais quando são estimuladas. Mas existem os outros sentidos que também podem influenciar de forma menos óbvia a sua percepção sobre um vinho.

Pra mim, vinho rosé combina com sol, praia, livro e melhor amiga. Vinho branco é fantástico pra um almoço tarde num sábado, daqueles que emendam com o jantar. Um Champagne combina com comemoração – clássico! Um Pinot Noir harmoniza com jazz, um Carmenère com Rolling Stones (mas um Gin Tônica também não seria nada mal! rs). Cabernet Sauvignon e edredom se amam tanto que até rimam.

As combinações são infinitas e você pode criar novas a cada taça – essas são algumas das minhas, que foram surgindo sem pensar muito enquanto escrevia.

Às vezes ficamos presos ao convencional e nem reparamos quanta coisa pode influenciar nossa percepção. Para mim, essas outras combinações são muito mais marcantes que qualquer prato que eu possa ter comido até hoje. E existem tantas coisas, pessoas, situações que pedem um vinho pra acompanhar…

Esse é meu convite pra vc descobrir as suas harmonizações neste final de semana. 😉

Saúde, santé, cheers, salud!


Deixe um comentário

Vinhos de Páscoa – final – Chocolate

E agora o grand finale dos posts de Páscoa com um tema que muita gente já tinha me perguntado antes: o que harmoniza com chocolate, a estrela das sobremesas desse feriado ???

É difícil achar um vinho que combine com chocolate porque eles têm características muito diferentes um do outro. Chocolates têm uma textura untuosa, que “gruda” na boca, e são uma bomba de açúcar. Faça um teste com suco de laranja. Tome um gole do suco (que pode até ser adoçado se você quiser). Depois coma um pedacinho de chocolate ao leite e tome outro gole do mesmo suco. A sensação na segunda vez vai ser de que você está tomando um suco muito mais seco e azedo.

O mesmo acontece com os vinhos. Tomar o mesmo que estava acompanhando um prato salgado, nem pensar! Você precisa de uma bebida que tenha um nível de açúcar mais próximo do doce, para que os dois tentem complementar os aromas um do outro e conviver sem brigar.

No caso dos chocolates ao leite, uma boa escolha pode ser um vinho doce da uva Moscatel, como o italiano Moscato d’Asti. Já para os chocolates meio amargos, uma opção é um Porto LBV. O importante em ambos os casos é que o vinho seja bem doce e não muito ácido.

Eu pessoalmente prefiro terminar o vinho primeiro e curtir o chocolate sozinho depois. Pro meu gosto, este é um caso em que cada um mostra o seu melhor de forma isolada. Mas como paladar é MUITO pessoal, você pode preferir o casamento dos dois. De qualquer forma, vinho e chocolate são duas coisas que eu AMO ❤ em qualquer época do ano e situação.

Saúde, santé, cheers, salud ! – e FELIZ PÁSCOA !!! 😀