Vinologique

Porque a vida é curta para beber vinho ruim – tudo sobre o mundo dos vinhos para iniciantes de um jeito simples e sem frescuras!


Deixe um comentário

ExpoVinis 2016, vamos?

Genteeeee, que vergonha!!! Tinha consciência de que eu não postava há muito tempo, mas só essa semana me dei conta de que ainda não tinha escrito nada este ano!!! E metade dele já passou!!

Mil desculpas pela ausência, abandonar o Vinologique nunca fui minha intenção! Quem trabalha na frente de um computador o dia inteiro sabe que quando acaba o expediente a última coisa que dá vontade de fazer é ligar o computador chegando em casa, ainda que seja por lazer. A vida anda bem corrida mesmo, mas vou me esforçar pra vencer a preguiça e dar mais atenção por aqui. 🙂

Bom, esse post é pra contar sobre o ExpoVinis, o maior evento de vinhos da América Latina que acontece todos os anos no Brasil. Desta vez em sua 20ª edição, entre os dias 14 e 16 de junho, este ano a organização promete mais conteúdo tanto para quem quer começar a trabalhar na área quanto para quem é só consumidor final.

Já fui algumas vezes e é uma feira enorme, então recomendo entrar no site do evento e se programar antes de chegar lá, assim vc não perde tempo e garante que vai visitar os stands em que tem interesse.

Ah, importante: o acesso para consumidor final é pago e restrito aos dias 15 e 16, apenas das 17h às 21h. Ainda assim é uma ótima oportunidade para provar novos rótulos (serão mais de 5.000 disponíveis) e é um programa diferente para aproveitar este frio que resolveu aparecer em São Paulo! 😉

Saúde, santé, cheers, salud!

 

SERVIÇO

ExpoVinis Brasil 2016 | 20º Salão Internacional do Vinho

14 a 16 de junho

Expo Center Norte – Pavilhão Amarelo – Vila Guilherme – São Paulo

Informações, credenciamento visitantes e novidades: www.expovinis.com.br

Facebook: ExpoVinis Brasil | Twitter: @expovinis | Instagram: @expovinisbrasil

Anúncios


Deixe um comentário

Último do ano – App Vini Fera

Achou q não ia ter mais post esse ano né? Mas vai ter post siiiiimmm!! 😀

O de hj é quase uma rapidinha e quase um presente de férias. Pra quem sempre me pergunta sobre rótulos, faço questão de ser sincera quando digo que não conheço tudo. Aliás, ainda bem, porque conhecer tudo não tem a menor graça. 😉

Conheço um pouco e adoro dividir esse conhecimento com vcs, mas existem inúmeros rótulos no mundo e até agora só  provei uma parte ínfima deles.

Quem já provou muito mais que eu é a queridíssima Alexandra Corvo, que hoje é uma referência em vinhos no Brasil. Ela é a dona da escola Ciclo das Vinhas e, como se não bastasse, lançou um app justamente pra nos ajudar naquela tarefa hercúlea que é escolher um vinho na loja. 

O app é o Vini Fera, disponível na App Store aqui.   

  
Nele vc pode pesquisar uvas, regiões e, exclusivo entre todos os apps de vinho, lojas/importadoras brasileiras.

  
Ao achar um vinho ela não só o descreve como tb dá dicas de harmonização. Baixe e vc vai ver que ela realmente manda mto bem. 

  
Dica Vinologique: use o app especialmente quando for comprar um vinho barato. Errar comprando um vinho caro é mais difícil do q acertar comprando um barato – apesar do preço não ser sinônimo de qualidade como já disse aqui algumas vezes.

Então chega de dúvida. Use o Vini Fera e faça bonito nesse ano novo! 

Nos vemos em 2016, leitores queridos! 

Saúde, cheers, santé, salud! 

(E feliz ano novo!!!!) 


Deixe um comentário

Tamanho que realmente importa

Quando o assunto é garrafa de vinho, a máxima de que tamanho não é documento nem sempre é válida. O tamanho pode sim fazer bastante diferença!

A medida padrão de uma garrafa é de 750ml, mas existem desde as doses individuais de 187 ml, as famosas Magnum (1,5 litro), as Jeroboam (3 litros) e até as raras Matusalém (6 litros) – e estes são apenas alguns entre vários outros formatos criados desde o surgimento da técnica de vidro soprado, que moveu o vinho das ânforas para o vidro que conhecemos hoje.

garrafas tamanhos

Então como um mesmo vinho (mesma safra e produtor) armazenado em garrafas de tamanhos diferentes pode apresentar diferença ao longo do tempo?

Simples: quanto maior a garrafa, menor a proporção de oxigênio para o vinho dentro dela e, portanto, mais lento será o processo de evolução e oxidação. Em outras palavras, um vinho de guarda armazenado em uma garrafa Magnum envelhecerá mais lentamente que o mesmo vinho em uma garrafa normal, que por sua vez também envelhece melhor que uma meia garrafa e assim por diante. Isso explica o porquê dessas serem tão valorizadas (além de simplesmente terem um volume maior de líquido, o que já seria um benefício por si só 😀 ).

Vc já deve ter lido aqui que nem todo vinho foi feito para envelhecer e por isso pode imaginar que apenas vinhos muito especiais são engarrafados nos formatos maiores. Do outro lado, os vinhos mais comerciais, feitos para o dia a dia, de produtores que precisam vender em grande volume podem ser encontrados facilmente em formatos menores, já que não foram criados para um longo período de armazenamento e costumam ser consumidos rapidamente – e não há nada de errado com isso, contanto que vc tenha a expectativa correta e não espere um Grand Cru em garrafinhas individuais.

Tem produtor por aí vendendo vinho até em caixinha Tetra Pak, mas esse assunto é melhor deixar pra outro dia! Rs

Saúde, santé, cheers, salud!