Vinologique

Porque a vida é curta para beber vinho ruim – tudo sobre o mundo dos vinhos para iniciantes de um jeito simples e sem frescuras!


Deixe um comentário

Cinquenta tons de vinho

Muitaaaa gente veio me perguntar sobre o tal vinho azul e minha opinião sobre ele. Se você ainda não ouviu falar dele, provavelmente deve ouvir em breve.

blue-wine-gik-17

O nome dele é Gik, ele foi anunciado ano passado por seus produtores espanhóis. Produzido a partir de uvas brancas e tintas, a cor é totalmente artificial, obtida com a adição de um pigmento comestível e de antocianinas (pigmentos azulados extraídos da casca da uva). Ao pesquisar mais sobre ele descobri que além da coloração diferente ele também é adoçado  (!!!!) depois de pronto.

Apesar de comunicado em 2015, o burburinho voltou agora porque a bebida começou a ser oficialmente vendida na Europa. Eu ainda não tive a chance de experimentá-lo, mas considerando todos os “efeitos especiais” a que os produtores recorreram, não tenho altas expectativas. Além disso ele foi feito para agradar aqueles que ainda não estão acostumados a tomar vinho e preferem bebidas mais adocicadas e sem complexidade – não muito alinhado com o meu paladar atualmente. 

Sem dúvida ele tem um apelo “marketeiro” e bem ou mal traz inovação e jovialidade a um mercado que costuma ser visto como mais tradicional. Isso pode servir para aproximar e introduzir mais pessoas ao mundo do vinho, o que é sempre muito bem vindo. De qualquer forma, se a qualidade do líquido fosse excepcional ele não precisaria de tantos recursos e se venderia sozinho, a reputação seria criada pelo próprio mercado.

Se qualquer dia esbarrar com uma garrafa dele por aí com certeza vocês serão os primeiros a saber! E se alguém quiser se aventurar, a venda é feita pelo site oficial aqui.  😉

Saúde, santé, cheers, salud!

 

Anúncios


Deixe um comentário

La Cave Rive Gauche

Eu sei, eu sei, faz mtooooo tempo que não apareço! Espero que ainda tenha sobrado algum leitor por aqui… O sumiço não foi por falta de assunto, isso posso garantir! Pra voltar em grande estilo, vou contar um pouquinho da surpresa que tive na minha última viagem para Paris no mês passado.

Quem me conhece ou leu a bio sabe que já morei lá há alguns anos. O meu supermercado (se é que posso chamar assim) preferido por lá sempre foi a Grande Épicerie de Paris, também conhecido como o supermecado de luxo dentro da chiquérrima loja de departamentos Le Bon Marché.

AMO ir até lá quando estou em Paris, muitas vezes só pra olhar as coisas diferentes que eles vendem – muitos itens como queijos e comidas prontas são frescos e não faz sentido comprá-los a menos que você vá consumir no mesmo dia. E assim como nas anteriores, achei que essa ia ser só mais uma visita pra ficar babando.

Mas aí vem a Épicerie me surpreender e mostrar que tudo que já é bom pode SIM melhorar! Eles fizeram uma reforma enoooorme, a loja ficou super tecnológica – vc pode simplesmente escanear os produtos que quer e esperar que sejam entregues no conforto do seu pied-à-terre parisiense se quiser – e, o melhor de tudo: agora existe um andar inteiro dedicado aos vinhos chamada La Cave Rive Gauche (“A adega da margem esquerda do Sena”, em tradução livre).

Tirei algumas fotinhos com o celular mas elas nem se comparam ao impacto que este novo andar causa quando vc chega no vão das escadas rolantes:

Vista do andar superior

Vista do andar superior

Os vinhos são divididos de acordo com as regiões de onde vêm e, como era de se esperar, os franceses têm a prioridade, anda que seja possível encontrar alguns de outros países.

Seção Bourgogne

Seção Bourgogne

Parte da seção de Bordeaux

Parte da seção de Bordeaux

Vallée du Rhone e bancada de degustação

Vallée du Rhone e bancada de degustação

Os Champagnes – vintage ou não – têm uma ala especial e vc pode já comprar uma garrafa na temperatura ideal para o consumo.

Les Champagnes

Les Champagnes

Além dos vinhos, eles vendem alguns acessórios e tinham vários tipos de embalagem para transporte, desde uma mais baratinha (2,50 euros) descartável até alguns modelos de reutilizáveis, mas ainda bem acessíveis (12,50 euros) pra quem já quebrou uma  garrafa neste mundo. 😀

Capas para transporte

Capas para transporte

Como não tinha muito espaço na mala e o euro está uma fortunaaaaaaa, me contive e comprei só 2 garrafas de vinhos que são raridade encontrar no Brasil. Ambos chegaram a salvo e vão morar um tempinho na minha adega até que eu decida abrí-los.

Lojas de vinho em Paris existem muitas, muitas mesmo, mas se for pra lá em breve recomendo fortemente reservar um tempinho (ou de preferência um tempão 😉 ) pra curtir a nova cave da Épicerie. O endereço é 38, rue des Sèvres, 75007, metrô Sèvres-Babylone ou você também pode babar online aqui.

Me despeço por hoje dizendo que estava com MUITA saudades deste espaço e pretendo não me ausentar por tanto tempo novamente, espero que possamos nos encontrar muito por aqui! 😉

Saúde, santé, cheers, salud!